Governador suspende vendas de itens não essenciais em supermercados e dá outras medidas

#PortalEstáEmTudo


Em live, Leite suspende vendas de itens não essenciais em supermercados e anuncia retorno da cogestão no dia 22 no RS.

O avanço da pandemia da Covid-19 e a alta taxa de ocupação nos leitos do Estado motivaram o governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite, a anunciar, em live nesta sexta-feira, a suspensão da venda de itens não essenciais em supermercados. Segundo o governador, a intenção é evitar aglomerações nos estabelecimentos, e passa a valer na segunda-feira (08) e os locais que não cumprirem sofrerão sanções.


Com a nova medida, os estabelecimentos só poderão vender produtos de alimentação, higiene e limpeza. Os restante dos itens, somente por tele-entrega, como já ocorre para serviços não essenciais.

Leite informou que devido a alta taxa de internações pela covid, a cogestão será mantida até o dia 22.

O governador também estendeu o período de restrição geral das atividades - das 20h até 5h - até o dia 31 de março.

Eduardo Leite justificou que as ações são para que os hospitais possam observar as condições dos pacientes neste período e para minimizar novas internações.

Para o dia 22, o chefe do executivo planeja a retomada do protocolo da bandeira vermelha com ações mais rigorosas.

Nas regras atuais de bandeira preta, o governador comunicou algumas alterações. Entre elas, estão o fechamento de áreas comuns de condomínios. A determinação abrange academias, piscinas e outros locais. Banhos de rio e lagoa também ficam proibidos no risco altíssimo para Covid-19.


Fonte: Portal Não-Me-Toque

WhatsApp-icone.png