Governador decide suspender sistema de cogestão a partir do fim de semana no RS

#PortalEstáEmTudo


Em reunião nesta quinta-feira (25), o Governador Eduardo Leite decidiu suspender o modelo de Cogestão, com a gestão compartilhada entre o Governo Estadual e as Associações Regionais. Essa suspensão proposta pelo governo vale para o período de uma semana. “Pode ser momento de centralizar a gestão. Quero ouvir os prefeitos, mas entendo que precisamos de um comando único”, disse Leite.


Conforme o presidente da Federação das Associações de Municípios do Rio Grande do Sul (Famurs), Maneco Hassen, a medida é necessária, porém causa estranheza o fato de que, no dia 16 de fevereiro, o governo discutia a possibilidade de reduzir o nível de restrições, sendo que, no dia 19, a determinação foi aumentar as restrições e restringir o funcionamento dos estabelecimentos.


Já o presidente da Associação de Municípios da Encosta Superior do Nordeste (Amesne), José Carlos Breda, “não há espaço para terceirização das responsabilidades” no momento em que o estado se encontra. Conforme Breda, na região da Serra Gaúcha, a média de tempo de uma internação por Covid-19 tem sido de 21 dias. No mês de dezembro, a região possuía 165 internações por suspeita ou confirmação de coronavírus, de acordo com os dados do Governo do Estado. Já neste mês de fevereiro, a ocupação subiu para 184.


Todo o Estado terá que seguir os protocolos mais rígidos, definidos pela bandeira preta.

WhatsApp-icone.png