Foi um ano em que fomos testados, que nos ensinou e aprendemos muito, avalia presidente da Cotriel

#PortalEstáEmTudo


Ao falar do ano de 2020, Leocezar Nicolini enfatizou que mesmo em meio à pandemia de covid-19 economicamente foi um ano bom, na qual a situação financeira da Cotriel está equilibrada, atingindo os objetivos e metas que foram redesenhadas ao longo do ano. Ele atribuiu o resultado ao empenho de todos os colaboradores e à participação efetiva da sociedade que entendeu as dificuldades que a Cooperativa enfrentaria desde a questão do cenário econômico até o de saúde. “Esperamos um ano de 2021 ainda mais otimista, pois estaremos mais focados em dar continuidade a tudo que foi projetado para este ano, que começa diferente do ano passado. Graças a Deus, todos, mesmo os funcionários que contraíram esta doença estão conosco e fazendo o seu trabalho visando o bem esta instituição na qual estão envolvidas quase 9 mil pessoas”, afirmou.

Nicolini enfatizou que a agricultura não parou e a Cooperativa mostrou que está do lado do sócio em todos os momentos: “Nosso sistema cooperativista, o agro, superaram-se e demostraram estar ao lado do seu associado buscando sempre junto aos órgãos governamentais e instituições financeiras dar alternativas para que a vida do nosso associado pudesse seguir, para que ele pudesse plantar e trabalhar com seu gado de leite e de corte. Ou seja, a Cooperativa não está do lado de seu dono somente nos momentos bons, mas nas horas difíceis, levando todas as oportunidades diante do cenário que enfrentamos neste ano que passou”, disse.


O presidente lembrou ainda que o ano de 2020 foi de uma produtividade baixa e no qual muito poucos puderam aproveitar os atuais patamares de preço da soja. Por outro lado, todas as 18 atividades produtivas da Cotriel tiveram bons resultados, sendo que a área de alimentos, tão essencial neste momento de pandemia foi importante neste resultado: “O Engenho de Arroz de Pantano Grande, o Frigorífico, o Moinho de Trigo e a Fábrica de Rações trabalharam em sua capacidade máxima, agregando renda e faturamento para a Cooperativa. O setor de varejo, no quesito Lojas de Ferragens, Supermercados, Postos de Combustíveis, também deram um bom equilíbrio financeiro para a Cotriel.


Nicolini finaliza destacando que os investimentos seguem, sendo que o setor de obras e manutenção é um dos que mais tem trabalhado nestes 10 anos da atual gestão. Revelou que a prioridade é adequar, a exemplo da filial de Capão do Valo, em um trabalho que dever levar pelos próximos 15 anos todas as filiais à legislação trabalhista. Também lembrou que as Unidades de Pantano Grande, Serra dos Engenhos e Campos Borges estão sendo reestruturadas e seu recebimento ampliado e outras três terão sua capacidade ampliada: “Estamos trabalhando para que as filiais do Pontão do Butiá, Estrela Velha e Tunas possam ter sua estrutura de grãos elevada, dando atenção à estes associados que tão bem tem nos prestigiado.


Assista aqui a entrevista