Estado recebe primeiro lote de vacinas da Janssen contra o coronavírus

#PortalEstáEmTudo


O primeiro lote de vacinas do laboratório Janssen, da Johnson & Johnson, chegou ao Rio Grande do Sul na manhã desta quinta-feira (24/6). São 91.800 doses que serão distribuídas na sexta-feira (25/6).


O principal diferencial deste imunizante em relação aos disponíveis é a necessidade de apenas uma dose, atingindo eficácia de até 85% para casos graves da doença depois de 28 dias da aplicação. A eficácia global da vacina para casos leves, de acordo com a bula, é de 67% em todos os indivíduos.


Com esse primeiro lote da Janssen, o Rio Grande do Sul alcança cerca de 8,34 milhões de doses recebidas do Ministério da Saúde. A carga chegou ao Estado juntamente com 195,6 mil doses de Coronavac. No início da tarde desta quinta (24) pousou, no aeroporto de Porto Alegre, avião transportando 147 mil doses da Pfizer.


A previsão é que, com os demais envios previstos para os próximos meses, o Estado consiga vacinar todas as pessoas acima dos 18 anos com ao menos uma dose até o dia 20 de setembro. No momento, o Rio Grande do Sul já vacinou 4,3 milhões de pessoas com a primeira dose, o que representa quase 50% da população vacinável (acima dos 18 anos). Cerca de 1,8 milhão já completaram o esquema com a segunda dose.


Público e validade da Janssen

“Como a Janssen é dose única, sugiro que os municípios a utilizem para vacinar professores do ensino básico, para que esses profissionais possam voltar o quanto antes para a sala de aula”, aconselha a secretária da Saúde, Arita Bergmann.


O prazo original de validade dessa vacina era de três meses, segundo a empresa fabricante. Porém, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) determinou a ampliação desse prazo para quatro meses e meio, sob condições de armazenamento de 2°C a 8°C. A decisão foi baseada na aprovação da agência reguladora de medicamentos dos Estados Unidos (FDA), que também estendeu a validade da vacina para o mesmo tempo. Esse primeiro lote recebido no Estado tem validade até 11 de agosto. Após a abertura do frasco, todas as doses devem ser aplicadas em seis horas.


A vacina foi produzida com adenovírus humano e por tecnologia de DNA recombinante. São colocadas em ampolas com cinco doses de 0,5 ml cada em suspensão pronta para o uso, sem necessidade de diluição, como é o caso da vacina da Pzifer. Isso facilita o uso das vacinas deste fabricante em drive-thrus, por exemplo.


A vacina da Janssen vem para ampliar a campanha de vacinação contra a Covid-19. O governo do Estado pretende, até 20 de setembro, aplicar a primeira dose a toda a população do Rio Grande do Sul maior de 18 anos. Veja o cronograma:


Período: faixa etária (população estimada)*

• 22 a 30 de junho: 59 a 50 anos (849 mil pessoas) • 1° a 15 de julho: 49 a 45 anos (438 mil pessoas) • 16 a 31 de julho: 44 a 40 anos (440 mil pessoas) • 1° a 15 de agosto: 39 aos 35 anos (600 mil pessoas) • 16 a 31 de agosto: 34 aos 28 anos (600 mil pessoas) • 1° a 20 de setembro: 27 aos 18 anos (972 mil pessoas)

*Datas podem variar conforme as faixas etárias de cada município.


Doses de vacina contra o coronavírus recebidas pelo RS até 24 de junho de 2021:

• Coronavac (Butantan): 3.611.000 • Oxford/Astrazeneca (Fiocruz): 3.987.850 • Pfizer (Biontech): 652.980 • Janssen (Johnson & Johnson): 91.800


TOTAL: 8.343.630


Fonte: Portal do Estado do Rio Grande do Sul