Cotriel: Gerente da Unidade do Pontão do Butiá avalia desenvolvimento das lavouras de soja na região

#PortalEstáEmTudo



Rui Nicolini, técnico agrícola e gerente da Unidade do Pontão do Butiá, que atende associados de Espumoso, Mormaço, Soledade, Fontoura Xavier e Barros Cassal destaca primeiramente que a boa parte região tem sido comtemplada com boas chuvas, o que está favorecendo o desenvolvimento da soja. “A oleaginosa está em uma fase que aceita precipitações em menor quantidade, mas em um geral, pela expectativa que se tinha de um ano complicado, o potencial das nossas lavouras, grande parte delas implantada no mês de novembro está muito bom”, lembrou.


Nicolini frisou que as lavouras estão com um problema sério de invasoras, principalmente a buva. Ele atribui isso à questão de manejo das áreas: “Alguns produtores conseguiram eliminar a maioria desta invasora, mas outros ainda estão sofrendo com os efeitos desta matocompetição. É fundamental este ano, que sabemos que o plantio de trigo vai aumentar, dar um intervalo entre o plantio de trigo e o de soja, esperando também por uma chuva, a fim de planta possa ser atingida pelos produtos a serem aplicados. Por outro lado, produtos que estão sendo banidos do mercado mas ainda estão sendo usados, também tiveram baixa eficiência o que faz que o excesso de buva não consiga ser debelada na lavoura, restando apenas a capina, que depende de mão-de-obra, a qual está escassa. Então, o momento de controlar invasoras é antes do ciclo da soja, daí muitos problemas podem ser evitados e as carreiras fecharem adequadamente”, finaliza.


A entrevista completa pode ser vista aqui.


Fonte: Cooperativa Tritícola Cotriel

WhatsApp-icone.png