Câmera de uso militar mostra como a Covid-19 se espalha pelo ar

#PortalEstáEmTudo



Estudos já apontaram que a exposição a gotículas respiratórias que carregam o Sars-Cov-2 é o principal modo pelo qual as pessoas são infectadas com o Coronavírus.


As gotículas são produzidas durante a respiração, fala, canto, grito, tosse e espirros.


As partículas maiores, que são visíveis, caem do ar rapidamente em segundos a minutos, mas as menores podem permanecer suspensas por muito mais tempo.


E agora uma câmera de uso militar mostrou como a Covid-19 se espalha pelo ar.

Para ilustrar visualmente o risco de transmissão aérea em tempo real, o jornal The Washington Post usou uma câmera militar infravermelha capaz de detectar o ar exalado.


Tecnologia


A tecnologia, normalmente usada para a detecção de vazamentos de gás metano em dutos, é altamente sensível, e é sensível a variações na radiação infravermelha que não são visíveis a olho nu.


O mesmo sistema foi usado em 2013 pela polícia durante a caça responsável pelas explosões na Maratona de Boston.


Para o detectar como a Covid-19 se espalha pelo ar, o equipamento ganhou um filtro que destaca especificamente a assinatura infravermelha do dióxido de carbono.


A câmera pode ser usada para mapear em tempo real o caminho parcial das partículas exaladas, e apresenta o potencial de exposição que as pessoas estão em relação a partículas transportadas pelo ar.


Veja o vídeo


É possível ver a simulação a partir do minuto 1:12.





Fonte: Diário da Manhã

WhatsApp-icone.png