Anvisa aprova que as vacinas CoronaVac e AstraZeneca tenham uso emergencial no Brasil

#PortalEstáEmTudo

As vacinas CoronaVac (produzidas pelo Butantan em conjunto com o laboratório chinês Sinovac) e AstraZeneca (desenvolvida pela Universidade de Oxford em parceria com a Fiocruz) estão liberadas para uso emergencial no Brasil. A decisão foi tomada na tarde deste domingo (17) em reunião de técnicos da Anvisa. A liberação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária) era fundamental para que os imunizantes sejam utilizados no combate à Covid-19.


A área técnica da Anvisa confirmou a eficácia da CoronaVac. A taxa de sucesso na prevenção da doença em relação ao grupo que tomou placebo (medicamento inócuo) atingiu 50,39%. Na semana passada, o Butantan tinha divulgado uma eficácia de 50,38%. O índice está acima da eficácia mínima de 50% exigida pela Anvisa e recomendada pela Organização Mundial de Saúde (OMS).


A Anvisa confirmou, ainda, a eficácia global da AstraZeneca em 70,42%, validando estudo publicado no início de dezembro pela revista científica The Lancet. A eficácia mede a taxa de sucesso na prevenção da covid-19 comparada a quem recebeu placebo (medicamento inócuo).


Com o aval do uso emergencial das vacinas, o Brasil já pode aplicar os imunizantes. Porém, a medida valerá a partir do momento em que a decisão for publicada no Diário Oficial da União, o que deve ocorrer ainda neste domingo. O Butantan já tem 10,8 milhões de doses disponíveis para aplicação, enquanto a Fiocruz aguarda chegada do imunizante vindo da Índia, ainda sem data prevista.





Fonte: Diário da Manhã

WhatsApp-icone.png